blog-post

Tosa:

Entenda a importância dessa prática para os pets

A tosa em animais de estimação vai muito além da estética, pois envolve também higiene e saúde. Esta prática é muito importante, já que ao cortar ou raspar os pelos evita-se o acúmulo de fungos, bactérias e parasitas, como carrapatos e pulgas. 

Os pelos também funcionam como isolante térmico, uma vez que conseguem impedir que o animal absorva calor em excesso. Porém, podem também provocar a elevação da temperatura corporal, a depender da quantidade e tamanho dos pelos. 

Em períodos como o verão, engana-se quem acha que o pelo do animal deve ser totalmente retirado, principalmente os mais compridos. Neste caso, o ideal é fazer uma tosa média; mantendo a higiene do cachorro ou gato, sem tirar a função protetora dos pelos.

A periodicidade para fazer a tosa vai depender de cada raça. Esse período pode oscilar de 30 dias a dois meses. Esse tempo é diferente do banho, que também vai variar de pet para pet, mas que deve ser, em média, semanal ou quinzenal.

Outra modalidade de tosa é a higiênica. Ela consiste em aparar os pelos das patas, abdômen e das áreas íntimas do animal, já que essas regiões acabam ficando com resquícios de fezes e urina, acumulando sujeiras, mau cheiro e até mesmo provocando doenças.

 

Escove o seu pet

Além de levar o seu animal para fazer o banho ou as tosas no salão, uma boa opção é a escovação frequente em casa. Esse procedimento ajuda a remover os nós e retirar os pelos mortos. A orientação é escovar os pets de pelos longos diariamente e, os de pelos médios, a cada três dias. 

 

Comentários

Nenhum comentário.