blog-post

Adoção

Uma escolha nascida no coração

Adotar um animalzinho é um ato de amor que faz toda a diferença na vida do pet, como também proporciona muita alegria para a pessoa que escolhe assumir a responsabilidade pela sua vida, saúde e bem-estar. A seguir, confira o relato comovente de Iza Guimarães, nossa amiga e cliente, que encontrou um novo amigo e decidiu adotá-lo, dando a ele a chance de viver uma relação de carinho e companheirismo, coisas que, pelo visto, ele não conhecia.

O relato de Iza:

“Em uma oficina de gravação, encontrei um cãozinho raça pura (vira-lata autêntico). O seu olhar expressava tristeza e desencanto de quem já cansou de suportar a rejeição e o desprezo que, provavelmente, sempre sofreu. Ele entrou na oficina por acaso, faminto, buscando abrigo. Inicialmente, foi acolhido, porém não havia a possibilidade de permanência. Era um espaço pequeno, local de trabalho, e à noite, quando o estabelecimento fechava, ele teria que voltar para a rua.

Ao receber um afago, começou a chorar de uma forma humilde, mansa... eram lamúrias que vinham do fundo da alma. Foi amor à primeira vista. Levei-o para o hospital Semeve, onde foi constatada uma fratura de bacia, provavelmente resultado de um atropelamento. Ele apresentava também um quadro de desnutrição, verminose e uma quantidade enorme de carrapatos e pulgas, com uma consequente alergia na pele. Seu pelinho foi raspado, para ajudar a controlar a alergia provocada pelos parasitas. 

Com todos os diagnósticos e uma aparente depressão, ficou internado, recebeu o tratamento adequado, além de todo o carinho que a equipe de profissionais da Semeve oferece aos clientes e pacientes. Hoje, Mickey, nome pelo qual se identificou, está feliz, curado e já não há mais sinais da tristeza. 

Com certeza, meu cãozinho lutador, que deve ter quatro anos de idade e também de sofrimento, é um bichinho de estimação alegre e companheiro, como outros que já tive e que estavam na mesma situação”.

 

**Imagem: ilustação

 

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário.