fbpx
Início > Raiva canina

Raiva canina

Entenda a importância da vacinação

A raiva é uma zoonose grave e fatal em quase 100% dos casos. Pode ser transmitida através da mordida, lambedura ou arranhadura do animal infectado e, após esse primeiro contato, o vírus se espalha pelo sistema nervoso do novo hospedeiro, atingindo diversos órgãos.

Os primeiros sinais começam a surgir entre 10 e 60 dias. No estágio inicial da doença, os sintomas incluem alteração comportamental, salivação em excesso, vocalização e agressividade. Em estágio mais avançado, o animal desenvolve rigidez muscular, impedindo a deglutição de alimentos; crises convulsivas e paralisia do corpo. Neste momento, pelo fato de não conseguir engolir a saliva produzida, o animal fica com a famosa “boca espumando”. Neste ponto, vale um alerta dos veterinários: nem todo animal agressivo ou com grande produção de saliva está com raiva. Somente um profissional pode dar o diagnóstico correto.

A raiva não possui tratamento e a única forma de prevenção segura é a vacinação, que deve acontecer anualmente, inclusive nos pets que vivem em apartamentos, pois morcegos podem transmitir a doença, uma vez infectados. No caso de um animal, vacinado ou não, ser atacado por outro doente, o pet deve ser levado com urgência ao Centro de Controle de Zoonoses, onde todas as medidas deverão ser tomadas.

Proteja quem você ama. Vacine seu melhor amigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?